Não temos tempo!

Feelme/Não temos tempo!


Não nos olhamos. Falamos a correr. Despachamos a pressa com que começamos os dias, e despachamo-nos a dormir para acordarmos rapidamente. Que cansaço!

Não temos tempo até para as decisões prementes, aquelas em que deveríamos discutir, aprofundadamente, os assuntos que urgem resolver. Não temos tempo para nós, para sabermos do que desejamos, mesmo, e por isso acabamos a não falar sobre isso, ou falamos fora do tempo, conseguindo o efeito contrário.

Tantos, cada vez mais pessoas a queixarem-se da falta de tempo, para tudo. Para amar. Para sentir o outro, e para saborear o sabor que lhes passa. Para não fazer nada e apenas usufruir. Para responder, atempadamente. Para negar na hora certa, ou aceitar na hora menos imprópria. E poderia continuar com inúmeros exemplos.

Não temos tempo, claro que nos desculpamos com ele, para nos lembrarmos de quem não se esquece de nós, e para recordar, aos outros, a importância que têm na nossa vida. Com tanta falta de tempo, muitos perderão a possibilidade de recuperar relações. De se explicarem. De serem perdoados, ou até de perdoarem.

Não sei muito bem o que ponderam fazer com o tempo que vos restará, sim porque irão ter muito, acreditem, sobretudo quando estiverem sós!