Quando chegará o tempo?

Hamish Blakely pinturas estilo clássico corpos realistas mulheres de costas ombros sensual:
Feelme/Quando chegará o tempo?


Quando achas que a tua vez chegará? De que forma poderás fazer-te, mesmo, entender, para que não queiram roubar-te o tempo, a tranquilidade e a paciência? Que palavras mais terás de usar, para que te escutem, com atenção, e te dêem razão?

Será que deveremos forçar o outro a que nos oiça, atentamente, aceitando o que até já sabíamos? Será que nos deveríamos impedir de seguir pela rua que já sabemos não ter fim? Será que somos, realmente, culpadas, quando decidimos apenas acreditar, achando que a nossa vez chegou?

Tantas perguntas que certamente nunca chegarão a ter resposta. Tantas dúvidas, as mesmas com que comecei. E tanta pena de continuar a ter razão.

Arrependimentos? Não, esses deixo para os que falham tentar, para os que não conseguem arriscar, deixando-se apenas passar por aqui. Eu sei que nunca me arrependerei do prazer que um amor provoca, da adrenalina e das borboletas que me recordam de que estou viva. Sei que quando dou o faço como sou, sem máscaras, sem pés atrás. Sei que quando digo estar pronta, estou mesmo.

Quando chegará o tempo de saber, sem qualquer dúvida, que encontrei quem não precisava de procurar?