19.7.16

Ter os teus medos!

t


Eu sinto o que sentes tu. Eu respiro o teu ar e misturo-o para manter o meu mais limpo. Eu deixo o meu sono desassossegado de cada vez que não dormes. Eu sinto-te assim porque tenho metade de ti comigo e porque não me consigo distanciar demasiado.

Ter os teus medos de cada vez que ameaças ruir, pela insegurança que te passo mesmo quando acho que estou a ser segura. Ter os teus medos, porque pareço não fazer o bastante, para que nunca duvides que a minha vida passa pela tua e pretende ficar. Ter os teus medos para que eu saiba, mesmo, o que significa estar no teu lugar.

Não consigo ter qualquer prazer com o alegado sentir que te passo, porque se não estiveres bem eu não poderei ficar. Não quero, em momento algum, que o desconforto se apodere de ti, porque se eu sou a mulher que escolheste e reconheceste, então sou a certa, para ti. Um casal são dois, em tudo e para tudo, e é por isso que ter os teus medos será sempre inevitável.

Deixa-me sossegar-te por favor e larga cada um dos medos que acabam por nos assustar aos dois!

Publicação em destaque

Finais que sabem a recomeços!

Somos o fruto das nossas escolhas, até das que adiamos. Somos os lugares por onde passamos e cada uma das pessoas que nos marcam, mes...