A tal da negatividade!

Insomnia? Something tells me that this chick ain't never been what you might call, (bored to tears)? Well, I hope not anyway!? Dustspeck:
Feelme/A tal da negatividade!


Puxa, isto de sermos humanos, de pensarmos e sentirmos, é mesmo difícil, e ponho ênfase no MESMO!

A negatividade atrasa tudo e impede até o simples. Quando nos sentimos negativos e mal amados, tendemos a deixar que o outro seja o culpado do que não conseguimos ser ou fazer. A vida é uma avaliação constante e devemos tirar nem que sejam uns escassos minutos, para pensarmos, em cada dia, no que pensamos e fazemos de forma menos positiva. Precisamos de conseguir aceitar que também nos cabe a "culpa" pelo que não vemos acontecer. Se formos mais negativos e julgadores, acabaremos a erguer muros ainda mais altos, julgando quando não temos o direito de o fazer.

No final, depois de tudo visto e revisto, acabamos a perceber que NADA TEM A VER COM A OUTRA PESSOA, somos nós que passamos o que queremos sentir, por norma de forma errada, por norma sem consciência de que o fazemos, por norma sem nos responsabilizarmos pela nossa parte. No final apenas atraímos o que sentimos.

Não adianta sentir medos desmedidos. Não adianta procurar o que não temos forma de conquistar. Não adianta não saber aceitar e perdoar os que não nos conseguem querer como somos e pelo que somos. Da nossa felicidade cuidamos nós. Os outros apenas a poderão vir complementar, passando-nos momentos que deverão ficar e ser mais válidos, porque sozinhos somos apenas isso, sozinhos.

Dar na proporção do que se recebe, é um lema, mas não pode ser tão linear, porque se ficarmos à espera de receber para dar, nunca o teremos. CERTO? Lamento, mas nem sempre funciona assim, o tal do "Segredo", que mais não é do que um manual de positividade, um bem inestimável para quem procura sempre o difícil, mas é assim mesmo, apenas um indicador de atitudes. Não está certo que recebemos tudo o que damos, porque não raras vezes, esbarramos em quem simplesmente não quer receber.

Afaste-se a negatividade e pense-se, mais de metade do nosso tempo útil, que vale a pena ser-se positivo e esperar que o sol não queime, mas aqueça, que a chuva não resfrie, mas refresque e que os amores que chegarem não nos matem, mas nos mantenham a viver.

Sorriam, a vida está a filmar-vos para análise futura!