17.8.16

Amo-te porque és tu!

Another dimension by Thomas Mark Jensen on 500px:



Nunca me pergunto porque és tu. Nunca questiono os meus sentimentos e nunca sinto necessidade de entender o que quer que seja, porque já entendi, desde o momento em que te toquei, que te amava porque eras tu.

Por vezes é difícil, sobretudo provar-te que o que falo e digo sentir é mesmo por seres tu e por estares onde me fazes falta, comigo. Por vezes queria apenas que me visses como sou, por dentro e que por sê-lo desta forma só poderia amar um homem como tu. Tens o toque que o meu corpo aceita. Tens o olhar que me olha numa entrega que me arrepia. Sabes usar as palavras comigo, e mesmo que por vezes sejas distante e inseguro como um menino, apenas fazes com que te ame ainda mais.

Amo-te porque és tu. Porque chegaste na hora certa, quando o meu coração estava livre, resolvido e pronto para um amor que sabia existir para além dos filmes e dos romances que até eu escrevo. Amo-te desde que te ouvi, no minuto seguinte o teu timbre entrou tão dentro que passei a ter um medo irracional de te perder antes de te ter. Amo cada ruga, cada sinal e todas as marcas emocionais. Amo a meiguice, os mimos, o cuidado com o que desejo e sinto.

Amo-te porque és tu e não me pergunto, não sempre, porque o consigo fazer assim. Quero manter esta sensação de que ficaremos sempre e para sempre e que apenas nós seremos capazes de nos derrotar. Amo-te, amor da minha vida, pelo tempo que conseguires ser amado, durante todos os minutos de que são feitas as horas que passo contigo, no corpo e na mente. Amo-te até rebentar de um amor que já não considero ser em excesso, até porque sei estar a amar na medida certa. Amo-te sem te comparar a ninguém, mas comparando tudo o que consegues fazer acontecer, até o menos bom, porque apenas assim me chegam as certezas. Nunca nada é sempre bem feito e nunca nada será tão errado que não se possa mudar.

Amo-te porque és tu e só tens que me amar de volta para que não tenhamos que nos voltar a explicar!

Publicação em destaque

Finais que sabem a recomeços!

Somos o fruto das nossas escolhas, até das que adiamos. Somos os lugares por onde passamos e cada uma das pessoas que nos marcam, mes...