12.8.16

Carta ao Universo!

A summer trip to slow down our pace and enjoy a river setting with books and games and lots of relaxing moments.:


Olá a "ti", desse lado,

Não sei muito bem como te abordar, mas venho, assim mesmo, fazer uma reclamação séria, mas tão séria que espero, sinceramente, ser levada a sério.

Ainda não percebi porque achas que me estás a devolver na proporção do que tenho dado, porque a verdade é que me tenho sentido injustiçada. Mas vamos lá analisar isto, tu e eu:

Parece que tudo o que damos ao Universo recebemos de volta, se assim é assim, então porque é que estou a receber, exactamente o oposto do que passo aos outros?

. Sou verdadeira, não minto, nem me visto do que não tenho ou sou.
. Sou dedicada e determinada a ajudar quem representa, de alguma forma, algo para mim.
. Sou a amiga que todos procuram e que nunca foge de um cuidado, resposta ou colo.
. Sou a mãe sempre presente, desistindo, muitas vezes do que me importaria e faria feliz.
. Sou a mulher que ama sem condições, numa entrega que apenas conseguem os que estão inteiros.
. Sou a que adormece tarde para que todos possam dormir sonhos reparadores.

Pelo que percebo, tens andado deveras distraido e tens-te esquecido de mim, de há um tempo para cá. Não te peço muito, nem sequer o impossível, apenas que me devolvas o que te dou. Não espero que me tragas o céu, mas deverias impedir-me de baixar ao inferno.

Vou esperar que registes a minha reclamação e que comeces, de uma vez por todas, a olhar-me de frente, tal como te faço a ti.

Aguardo resposta urgente.

De mim, deste lado,

M.C



Publicação em destaque

Finais que sabem a recomeços!

Somos o fruto das nossas escolhas, até das que adiamos. Somos os lugares por onde passamos e cada uma das pessoas que nos marcam, mes...