Dramas familiares!

Trees are among the most powerful of "helpers" to the Shaman. American Indian Shamans regarded trees as the 'standing people'. A tree stays where it is and draws its sustenance from the sun, rain, wind, and from the mineral kingdom of the soil in which it is rooted. So, as well as expressing its own special characteristics, a tree also contributes to the expression of the quality of the place in which it is planted.:
Feelme/Dramas familiares!


UIII!! É aqui que o mundo se vira mesmo do avesso, a sorte é que ele é redondo.

Dramas das mais variadas naturezas, algumas totalmente novas para mim, quando já julgava ter ouvido tudo, na...na...na. Parece que ainda é possível ser-se surpreendida pela negativa. Até eu terei uns quantos, não lhes faço é muito caso, porque já tenho vida própria há alguns anos, e não abdico dela. Sou das que não morre nem que me matem e que vai "ali" dar uns gritos e depois passa-me tudo.

Sabem o que vos digo? Esta treta do universo acontece mesmo, até para os mais cépticos, para os que aparentemente só acreditam em provas documentadas, mas que depois acreditam em tudo o que se lhes enfia cara dentro, bastando que se lhes toque no calcanhar de Aquiles. OH gentinha pequena e fraca!

Querem uma definição de drama, com a qual se vão certamente relacionar? Drama é: (hoje estou tipo escola primária, a fazer composições).

. Pagar as contas e nem vos vou dizer quais porque são muitas.
. Cuidar do que todos comem, e o supermercado não passa por aqui a deixar nada.
. Manter o lar, o refúgio, clean e não apenas do pó, mas das más energias e do "lixo" alheio.
. Roupas, trabalho, relações...

São dramas imediatos, mas não nos param, muito pelo contrário, impelem-nos a ir mais longe e a fazer mais, pois, porque algumas pessoas têm mesmo que fazer. Drama não é saber o que se vai comer e a que horas, drama é saber se há o que comer e por quanto tempo.

Assim sendo, e para os dramáticos de serviço, levantem os rabiosques da cama, saiam das tocas e parem de tapar a cabeça com o lençol. Olhem com atenção para como vive a maioria dos mortais, percebam os seus malabarismos só para estarem à tona da água e depois disso tudo, enfiem os vossos dramas onde vos der mais jeito. Ah, e um reparo, isto não sou eu a ser dura, nem azeda, isto sou eu, a respirar cansaço, a que acorda e adormece enjoada com tantos filmes de capa e espada e a que perdeu a paciência e a condescendência com todos quantos têm tudo no prato sem mesmo precisarem de pedir. Grow up!!