Amar mesmo!

abraçados:
Feelme/Amar mesmo!




Estou para aqui a “massacrar-me”  ouvindo, nostálgica “When a man loves a woman”, cantada pelo Michael Bolton. Lindoooooo!

O que pode um homem fazer quando ama uma mulher? O que mais pode ela pedir quando for verdadeiramente amada, desejada e cuidada?

Amar de volta, estar  na mesma sintonia, chegar ao final dos dias ansiosa por aquele olhar que lhe aquecerá a alma, qua a deixará segura de que todos os outros serão sempre preenchidos com o que lhe faz feliz, a ela, a ele, e aos dois!

Sei que quando uma mulher ama um homem, lhe dá tudo o que tem, que se despoja de vontades que não o incluam, que irá virando e revirando o mundo até que descubra como o tocar, sentir e satisfazer.

Sei que quando eu, mulher, amo um homem, é com tudo o que tenho e sou, que nada fica pela metade, e que toda a minha pele ansiará, sempre, pela dele, pelo cheiro que apenas ele emanará, inconfundível, o mesmo que terei reconhecido mal me tocou. 

Estou para aqui a dizer que te amo, como muito provavelmente nunca ninguém o fez, esperando que tu o saibas quando leres, que é de ti que falo e que é por ti que desejo que o mundo tenha as cores com que te sonho.  Conheço cada pedaço de ti, o sabor dos teus lábios, o som da voz que me acorda nos sonhos, a forma como me apertas quando nos abraçamos, o teu respirar junto ao meu ouvido, arrepiando-me e fazendo-me fraquejar de tanto desejo.

Quando "tu", o homem que desejei e escolhi, me amar realmente, toda a minha caminhada terá valido a pena!