Amo-te!

this is my work-but better :(:
Feelme/Amo-te!


Amo-te! Acreditas se to disser? Consegues senti-lo? Faz sentido para ti?

Não é uma palavra fácil de pronunciar, mas é tão tranquila quando real, quando tudo o resto é apenas uma consequência do que sentimos, tão forte, que dizê-lo será a única opção, e a única forma de libertação...

Não se ensina ninguém a amar, mas é possível passar, mostrar, provar, o que nunca imaginaram existir. Podemos apenas ir amando até que do outro lado alguma coisa de bom se aloje, e viver passe a ser muito mais do que conhecem, acabando a ansiar por mais, por tudo o que o amor provoca.

Não importa se para mim amar é fácil, eu fiz diversos cursos, e deles e por eles, vieram os maiores amores da minha vida, aqueles a quem nunca recuso o que sei, nem o que tenho dentro, porque o que é bom multiplica-se tão rapidamente que acaba a absorver o mau, e ajuda-nos a criar uma carapaça que nos protege dos que nos surgirão sem aviso, a testarem a nossa agilidade mental, a permitirem que sintamos o que de mais triste existe, PENA por não saberem amar.

Caramba como te amo, e como não me arrependo do que consegui sentir, porque de cada vez que amo sou a melhor pessoa deste e de outros mundos. Quando amo vale a pena estarem por perto, porque até o que transpiro é bom e doce. Quando amo consigo transportar-me para lá do que vejo e toco.

Amo-te, e amar-te-ei outra vez, e desta palavra não desistirei, nem deixarei que outras a cubram de um manto de dor, porque amar é BOM, é o que temos de mais sublime, é o que nos faz ter tempo para os que nos rodeiam e sonhar até que sonhar seja bem mais do que isso, e se transforme na realidade que esperávamos, e que acaba a chegar.

Já me ouviste dizer que te amo, mas não lamentes agora o meu silêncio, alimenta-te do que já foi teu e que não voltarei a repetir, não a ti, mas que sabes que continuarei a sentir até que amar-te deixe de ser possível e se esfume, naturalmente.

Vamos lá, desafio-te a dizeres que me amas, mais uma vez, não tenhas medo, não dói e quando nos sai da boca, espalha-se a uma velocidade que ninguém consegue parar e é aí que saberemos que amar vale mesmo a pena. Eu amo-te e sabes porquê? Porque posso e porque sei como!