Ligação!

Would love this for engagement photo.:
Feelme/Ligação!


Já se justificava que saíssemos, estivéssemos sem pressas a conversar sobre o que se vem passando connosco. Ambos percebêramos já que seríamos, já o éramos, bem mais do que amigos. Falamos como duas gajas, de tudo, sobre tudo o que desejamos, pensamos, olhamos e queremos. Nem nos desculpamos quando supostamente, estaremos a cruzar o limite permitido entre dois seres de sexos diferentes. Há coisas que uma mulher não confidencia a um amigo, e eu sei que te vi muitas vezes apertar as pernas com força. Ahahahah!

- Porra, mulher, não precisas de ser tão específica, sou homem, lembras-te?

Eu dava sonoras gargalhadas, divertida com o teu embaraço. Com que então o sexo forte, pois pois…

Fomos no teu carro, com a desculpa de que o havias comprado nessa semana, lindo, adoro os BMW, sobretudo pretos. Cheirava a novo e nele sobressaía o teu perfume, másculo, quente, que me entrava nas narinas. Parámos no estacionamento subterrâneo de uma superfície comercial, onde iríamos beber um café, mas já não passámos dali. Logo que estacionaste, quase sem tempo para por o carro em segurança, debruçaste-te sobre mim e agarrando-me ambas as faces, deste-me o beijo mais quente e apaixonado que sentira nos últimos tempos. Quantos? Bom, adiante…

Não foi preciso falar, apenas sentimos, gememos de prazer, fizemos amor emocional, em sintonia com tudo o que já sabíamos um do outro. As peças encaixaram-se, o cérebro recordou tudo o que disséramos e contáramos sobre nós, das nossas vontades, sonhos e desejos mais incríveis e no entanto possíveis de se concretizarem. Fomos apenas nós, sem capas nem fugas, simplesmente porque não existe pedaço de mim que não conheças já, nem sonhos teus que eu não acompanhe e deseje ver concretizados. Todas aquelas horas infindáveis de conversas abertas, sequiosas de retorno, carinhos e até de choros e lamentos, fizeram de nós um casal para ficar. És a outra metade de uma vida que quero preenchida e real.

Bem vindo a mim, a nós!