Devemos, sempre...

Nada de caras carregadas. Nada de arrependimentos. Nada de olharmos, demasiado, para o que ficou no passado que nunca terá forma de voltar. Nada de desistirmos da felicidade, porque ela chega, a cada dia, todos os dias, se estivermos prontos para a receber!
Resultado de imagem para mulher feliz a preto e branco
Feelme/Devemos, sempre... Tema: Sentimentos!
Imagem retirada da internet



Devemos, sempre, olhar para o que fizemos bem, mesmo que não tenha corrido realmente bem. Devemos, sempre, e de cada vez que formos testados, aceder e seguir cada passo, pois com cada um virá o inevitável crescimento. Devemos, sempre, continuar a querer amor a balde, com pazadas de risos e toques que os corpos precisam, porque estão vivos e porque não querem parar de sentir. Devemos, sempre, aceitar quem chega, carregando o que cada um trouxer e enchendo, corpo e alma com mais emoções, sentimentos, beijos, carícias. Devemos, sempre, mudar o nosso mundo para que outros cheguem e possam ficar.

Nós sabemos, que depois da noite vem um novo dia, e mais um e outro ainda, Nós sabemos que depois de nós e de quem nos tocou, outros toques chegarão, mais intensos e esbarrando na sabedoria que acumulámos. Nós sabemos que em qualquer momento, em qualquer esquina, em qualquer troca de palavras, poderá estar quem teria que chegar.

Não desistas de caminhar, mesmo que já não consigas correr. Não desistas de ter mais, se o que te deram não te encheu. Não desistas de procurar o que te assentar, porque se achares que mereces, farás por merecer.

Chora apenas o suficiente para te lavares por dentro, mas mal te sintas a afundar, ri, muito, com toda a tua força, e certamente que contagiarás quem te ouvirá e sairá, determinado para te ter. Deixa que outras mãos te toquem e mesmo que sejam estranhas, poderão carregar o que te recusaram e sairás mais viva, renovada e capaz de ser capaz de tudo o resto. Fecha ciclos e não queiras perceber tudo, porque nunca terás como entender quem não se entende.

Devemos, sempre, acreditar que quem teria que chegar, chegou e fez o que lhe estava destinado. Devemos, sempre, continuar a testar os amores, cada um dos que nos oferecerem, porque um dia, o amor certo será para nós e ficará connosco!