Não saber perdoar!

corridor / Black & White Photography:
Feelme/Não saber perdoar! Tema: Sentimentos!
Imagem retirada da internet

Isto de sermos humanos, por vezes faz com que a parte mais primitiva de nós venho ao de cimo, e por consequência não sejamos capazes de perdoar!

Não saber perdoar, resume-se à incapacidade de entender contornos esquivos e dúbios de quem não sabe o que quer e espera da vida. Não saber perdoar acontece quando se percebe que o esforço para manter quem supostamente se amava, não é nenhum e que nunca houve comprometimento, apenas palavras vãs e ocas.

Pode-se perdoar a faltar de amor. O fim do amor e até a incapacidade de amar da mesma forma, mas o que não se perdoa são os subterfúgios, as desculpas esfarrapadas e as fugas para parte alguma.

Eu sou uma afortunada porque não odeio ninguém. Não existe nenhum ser vivo à superfície da terra que me arranque um sentimento tão negativamente forte, mas sou exímia em oferecer indiferença. Não perco tempo com quem gastou o meu tempo em vão. Não aceito que não saibam como me quererem, depois de terem dito que me queriam tanto. Não aceito pequenez de eapírito nem falta de carácter. Não tolero dúvidas em seres crescidos, pelo menos no bilhete de identidade.

Quando digo que não me sinto MINIMAMENTE atraída por homens mais novos, é precisamente por não ter falta de qualquer sentimento maternal, é que já tenho mais filhos do que a média nacional. Mas, e lá volto eu aos "mas", parece que para serem imaturos e sem qualquer visão de futuro, não necessitam forçosamente de menos experiência de vida, basta não quererem aborrecer-se ou ter trabalho, porque é isso que as pessoas consideram que as relações dão, trabalho. Mesmo que eu seja contra, mesmo que eu ache que as relações apenas necessitam de dedicação e empenho, eu não basto para mudar mentalidades e mundos pequenos.

Não perdoo algumas pessoas, SIM, é um direito que me assiste, mas também vos garanto, que tão depressa me lembro da desilusão que me provocaram, como rápidamente me esqueço até de que nome teriam.

A minha função aqui é puramente didáctica, e é por isso que preciso de vos passar algo importante; Se a vossa incapacidade de perdoarem alguém vos impedir de continuar, de sorrir e de fazer o que faziam antes, então resolvam-se e entendam que somos primeiro que tudo o resto, humanos e passíveis de erro. Por isso perdoem. Pronto, acho que me redimi. Ufa!

0 comentários:

Enviar um comentário

Atualizações do Instagram

Subir