31.7.17

De volta ao sonho!

dream, filter, infrared
Feelme/De volta ao sonho!Tema:Sentimentos!

De volta ao sonho, mas como se estivesse na cena de um filme, acabei a ver-te. Todos os teus contornos, bem perto tal como ao teu sorriso e soube logo que eras tu, tal como ainda me lembrava. Foi tão real que eu juraria não estar a sonhar!

Por vezes fugimos da realidade porque cada uma das suas cores nos apagam a alma e o sonho será o mais próximo que chegaremos de quem queremos realmente. Quando a minha realidade me invade, só quero estar de volta ao sonho, tocando-te de cada vez que te desejar e não precisando de fingir o que não sou, porque "ali", para ti,  serei transparente e o tempo deixará de existir como o conhecemos, pelo menos até que volte a acordar.

Regresso, noite após noite, ao lugar no qual tenho controlo e sei que jamais arriscarei perder-te. Regresso para retomar do ponto onde ficámos, cada toque, as conversas suaves, longas e sem qualquer pressa. Regresso, porque ali é o único lugar onde me esperas mesmo. Regresso, porque na minha realidade não sei se me amarias da mesma forma.

Já desenvolvi algumas técnicas para te sonhar mesmo acordada. De cada vez que me sinto mais triste, quase deixando de acreditar no melhor dos outros, encosto-me nos sonhos que vou sonhando, contigo.  me consigo acalmar e quasequase que me sabes tão bem quanto saberias se estivesses mesmo comigo, mas ainda não sei como fazer para sentir o teu calor, para que os teus beijos voltem e me tomem a boca até me faltar o ar. Não sei como manter o arrepio num corpo que deseja tanto o teu que quase arrisca desmantelar-se, mas também já me consigo prometer um amanhã mais tranquilo, no qual te direi um adeus seguro, porque terás que te ir como te vais nos sonhos. É comigo que deverei ficar, até que um outro chegue e me dê o que se manterá, sobretudo quando estiver acordada.

Publicação em destaque

Finais que sabem a recomeços!

Somos o fruto das nossas escolhas, até das que adiamos. Somos os lugares por onde passamos e cada uma das pessoas que nos marcam, mes...