31.8.17

O que podes fazer do passado?

Imagem relacionada
Feelme/O que podes fazer do passado?Tema:Sentimentos!
Imagem retirada da internet

O que podes fazer do passado?

Posso apenas dizer o que faço com o meu, porque há muito que deixei de viver lá. Deixei de me ficar no que correu mal e em tudo o que acreditei não ter sido feito meu, porque o caminho para o resolver foi o da aceitação e eu aceitei a realidade, sem qualquer camuflagem que me servisse:

. Aceitei que apenas me fizeram o que permiti;
. Aceitei que tive sempre forma de escolher, mesmo quando não escolhi nada;
. Aceitei que teria que passar por muito do que veio até mim, de contrário não cresceria;
. Aceitei que o passado me trouxe até ao presente que agora só poderá andar em direcção ao futuro que eu antecipo.

Não sou nostálgica e não me foco no que terá sido certamente o melhor período da minha vida, apenas porque não tinha o peso da responsabilidade e o EU podia ser usado em pleno. Vivi-o, usufruí de tudo e deixei-o ficar lá, no lugar para onde volto quando preciso de entender algumas das coisas que faço. Volto e espreito, por vezes a sorrir e outras com total incredulidade, porque durante demasiado tempo a menina viu-se incapaz de dar lugar à mulher que hoje ninguém verga, não a mal, não só porque sim, não porque já sei o que faço aqui.

O que podes fazer do passado?

Atribuir-lhe o peso que teve no que sou, mas sem o sobrevalorizar e sobretudo sem o ver como a única resposta para o que virá. O passado já não mudo, mas o presente consigo ir redesenhando e estou muito mais preparada para o fazer. Não renego ninguém e entendo com uma clareza fabulosa, que todos, mas mesmo todos os que passaram pela minha vida, teriam que ter vindo. Agradeço, diariamente e a qualquer hora, por tudo o que já fui até passar a ser, e olhem que ainda tenho muito mais para mostrar, os alicerces foram bem construídos e reforçados, agora é só continuar a viver!

Publicação em destaque

Finais que sabem a recomeços!

Somos o fruto das nossas escolhas, até das que adiamos. Somos os lugares por onde passamos e cada uma das pessoas que nos marcam, mes...