13.12.17

Devemos baixar ou subir a fasquia?

EM


Devemos baixar ou subir a fasquia? Boa pergunta! Alguns acham que quando as alternativas começam a escassear, deveremos "comer" com mais osso ou espinhas, aceitando que a carne é cara. Já outros, e depois de se terem melhorado e trabalhado para serem mais, entendem que não deverão aceitar qualquer carapau, ou entremeada. Opá, não sei se isto é da fome, mas falar de comida fez-me sentido.

Cá para mim e desde que presto atenção a uns quantos, percebi que para alguns estarem acima dos outros lhes insufla o ego e confere-lhes uma sensação de enorme poder e talvez por isso, mesmo que outrora tenham sido muito exigentes, analisando todos os comportamentos do sexo oposto, e referindo com toda a convicção que só aceitavam este ou aquele tipo de mulher, porque isto ou porque aquilo, bla bla bla whiskas saquetas, agora desatam a comer até do chão. Arre porra... Querem ver que a terra passou a girar ao contrário, ou será que a dita cuja idade chega tão determinada, que vale mais comer pouco e sem sal, ou com sal em demasia, a não comer de todo?

Oh minhas amigas, o que será feito de nós, as que ainda têm tudo no sítio, sobretudo a postura e a classe? Para o museu da Madame Tussaud não podemos ir porque não somos famosas, será que nos vão desmontar e usar para estudos científicos?

Bem, preconceitos à parte, cada um que "coma" do que lhe apetecer, quando puder e enquanto puder, mas tentem fazê-lo com algum preceito, porque espinhas encravadas trazem problemas sérios e já nem vou falar de ossos que não passam...