22.12.17

Não deixes que me vá de vez.!

"20150426 Figure" - Yanjun Cheng, 2015 {cropped digital painting detail}


Não deixes e não permitas que outra tome o meu lugar, porque com o meu cheiro apenas eu. Com a voz que te chega dentro, que vai, volta e revolve cada parte de ti, apenas a minha.

Não deixes que me vá de vezNão deixes que pare de te querer desta maneira e que desista.
Não passes demasiado tempo sem me lembrares porque razão te quero. Não pares de me soprar as palavras que sempre te reconheci e que sei serem feitas, de encomenda, para mim.

Ai que o planeta se moveu, mesmo. De repente tornou-se tão claro o que preciso, que até poderás correr Seca e Meca, subir para além do que os meus olhos alcançam, que eu continuarei a querer que não deixes outra tomar o meu lugar.

É simples, fácil e incrivelmente natural que sejas tu, desta forma, até porque o meu corpo o reconhece e aceita.Se será à minha maneira, se será aqui, nesta vida, para ficar, não sei e confesso que me importa muito pouco, porque eu vivo o agora, absorvo tudo até última gota e percebo que se me chegou desta forma, foi porque o mereci.

Não deixes, não antes de me voltares a ter, que outra tome o meu lugar. Depois, depois podes viajar outra vez, porque eu saberei como e onde te encontrar!