Pediste, aqui vai...

Imagem relacionada


Olá a ti que finalmente chegaste,

Prometi que te escreveria algo hoje e que to enviaria por email, já que recusas render-te ao facebook, dizes que não precisas do virtual para te mostrares e muito menos para te sobre valorizares, porque preferes quem és no real, e já agora eu também. Tens um olhar doce e um toque que me toca, mesmo, dentro. A tua determinação assusta-me, porque é igual à minha. Os lugares que conheces e nos quais pretendes viver, são os que quero e onde me visualizo. Consegues falar sem te calares e sem me cansares, tão impressionante que acabamos a rir de nós. É no teu corpo que me encosto, enquanto dançamos as mesmas músicas, as que parecem ter sido feitas para nós. O nosso ritmo permite-nos ritmar a relação que estamos a deixar crescer e a avaliar o que nos importa.

Os meus finais de tarde são agora sempre iguais, vejo-te chegar, de sorriso aberto, com a cabeça que se movimenta para me encontrar. Avisas que estás a chegar e eu espero-te como sei que gostas e te faz sentir importante, porque na verdade o és mesmo. Não importa de que parte do país chegas, já não pergunto, mas nenhum canto parece ser suficientemente longe para to impedir.

- Estás cansado, porque vieste hoje? Eu podia esperar.
- Mas eu não. Se não te vir. Se não te abraçar. Se não beijar essa boca da qual parece escorrer mel, não terei os dias e as noites só me irão ensombrar.

Ainda não ficaste. Ainda não sei como és quando adormeces, mas sei ao que soas mal acordas. Ainda não consegues deixar de ficar triste e sem chão, como dizes, de cada vez que te vais. Apertas-me tão forte, que deixo de respirar por alguns segundos. Olhas-me sempre tão dentro e com tal desespero, que me desnudas a alma.

- O que vai ser de mim agora?

Escolho sorrir, achando que te tranquilizo, porque nem eu o posso saber, não como sei já o que me dás.

- Posso dizer que te adoro?
- Podes tudo o que me saiba bem...

E tem sido assim, tal como descrevo e estou certa que estás a sorrir enquanto lês, confirmando com a cabeça. Penso que não me esqueci de nada. Falta apenas acrescentar que começaste por te anunciar como um dos meus pedidos ao Pai Natal. Já lhe agradeci a generosidade e prometi que o poria ao corrente do que conquistarmos ambos.

Voltando a ti, amanhã cá estarei, à espera que regresses para me assegurares de que não estou a sonhar. Finalmente, percebi o que significa ser a prioridade na vida de alguém.

Um beijo dos meus, cheio de tudo o que ainda terás.

Até já,
Sue


0 comentários:

Enviar um comentário

Atualizações do Instagram

Subir