Tudo, tudo, não é possível...

Karol Grygoruk


Não é possível estar em todo o lado, apoiando todos e aceitando cada solicitação, sem que sejamos de alguma forma penalizados. Até eu já o percebi, por isso digo NÃO mais vezes. Sei que ficam umas quantas pessoas penduradas, mas mesmo que tenha sido privada de algum oxigénio ao nascer e por isso use de tantas velocidades, já me consigo parar, para que não seja parada pela vida. Não é possível que seja sempre eu, não para outros que não eu mesma.

Os dias continuam a crescer, as decisões avolumam-se e dou comigo a pensar como seria bom ter quem decidisse por mim, uma única vez que fosse e que pudesse estar apenas deitada, ao lado de quem estivesse do meu lado, sabendo que estava bem e ficando eu também. Que bom que seria que tomassem conta de mim, e que eu o permitisse, sentindo apenas, sem o muito que me acrescento de forma desmedida, estando sempre na dianteira e vendo em primeiro lugar o que muitos tratam de evitar.

Não é possível que seja sempre eu, não para o que não me cabe, porque também descarrego. Também me canso. Também quero apenas não querer nada e deixar-me ir... Não é possível que seja sempre eu e como aprendi a dosear-me, perdoem-me os que vão ficando para trás, mas já que sou a minha pessoa importante, tenho que me dar a importância que mereço.

0 comentários:

Enviar um comentário

Atualizações do Instagram

Subir