Para que sintas o meu amor...

Fabian Perez - THE EMBRACE II

Não há nada que eu não seja capaz de fazer, ou sequer de dizer!

Quando sussurras o meu nome, a vontade de correr para ti quase que me sufoca, porque tocar-te nunca poderá ser igual a ouvir-te, mesmo que ouvindo o que me dizes me movas toda por dentro.
Não há nada que eu não seja capaz de fazer, para que sintas o meu amor. Há quem o cante assim, desta forma que para mim faz sentido, porque sinto-te de cada vez que te oiço. Eu sei que conseguiria ir onde me levasse o mundo, porque a vontade que tenho de te ter não faz mais do que crescer.

Para que sintas o meu amor, estou a mudar até o que nunca me pareceu possível antes, entendendo que podemos ser diferentes, para permitir que connosco e em nós permaneça quem chegou. Para que sintas o meu amor, mantenho-me acordada, alerta, livre de todos os outros e sequiosa de tudo o que passamos um ao outro. Para que sintas o meu amor, e para que cada um dos teus sonhos se tornem realidade, sou capaz de chegar ainda mais perto do que já estamos. Para que sintas o meu amor,  passei a querer o que queres e a dar-te o que já me dás.


Não sei do que somos feitos, eu e tu, mas sei o que queremos. Não sei o que sobrou de mim, de quando me viste, mas sei que acreditas que ainda o tenho. Não sei porque me amas assim, mas sabe-me tão bem que não questiono.


Para que sintas o meu amor e para que me recebas, vou-me dando da única forma que conheço, esperando que baste e nos faça resultar!